Operação comercial do primeiro aerogerador nacional é autorizada pela Aneel

Florianópolis, 09.03.2022

Desenvolvido no âmbito do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) regulado pela Aneel, com a união de esforços da ENGIE Brasil Energia, WEG, e CELESC, o primeiro aerogerador nacional iniciou a sua operação comercial no dia 23 de fevereiro. Instalado no parque experimental de P&D da ENGIE Brasil Energia, em Tubarão (SC), o equipamento foi projetado e fabricado pela WEG, na sua planta de Jaraguá do Sul (SC), e possui potência de 4,2 MW.

Ao longo de seu desenvolvimento, o projeto se consolidou como o maior P&D da ENGIE no Brasil, com mais de R$ 80 milhões investidos. O gerador, o hub e a nacele, que somados pesam 201,3 toneladas, foram produzidos pela WEG em sua matriz, em Jaraguá do Sul (SC), e testados na maior estrutura de testes de aerogeradores das Américas, apta a atender futuras plataformas de até 6MW. Já as pás eólicas foram fabricadas pela empresa Aeris, em Caucaia (CE) e transportadas por navio e caminhão. A conclusão da montagem ocorreu em junho de 2021.

Além de disponibilizar energia no Sistema Interligado Nacional, a conclusão da fase de homologação e a operação comercial comprovam a viabilidade operacional do equipamento, dando segurança à WEG para seguir fabricando o aerogerador em escala e disponibilizando-o ao mercado.

O gerente do projeto na Celesc, Roberto Kinceler, ressalta que, no futuro, as geradoras de energia do mundo podem investir no produto. “Os testes com aerogeradores para o mercado brasileiro fazem frente aos desafios da cadeia de produção, como fornecimento e custos de materiais, para implementar projetos de geração eólica no país, sendo um produto completo tecnologicamente”, explica. A parceria entre as três empresas pretende fomentar o desenvolvimento de tecnologia a partir da realidade nacional na área de energia eólica, visando reduzir a dependência tecnológica do país e estimular a inovação da cadeia com projetos de alto valor agregado.

A iniciativa está em linha com a estratégia da ENGIE de ser referência no país na transição para uma economia de baixo carbono e na produção de energia por meio de fontes renováveis. “Ver um parceiro do porte da WEG disponibilizando ao mercado um equipamento de excelência com o apoio e expertise da ENGIE é motivo de muito orgulho. Todos ganham com o desenvolvimento da tecnologia nacional para aerogeradores, otimizando custos e a própria logística dos projetos futuros para ampliação da capacidade de geração eólica no país comenta Eduardo Sattamini, Diretor-presidente e de Relação com Investidores da ENGIE Brasil Energia.

Parceria WEG e ENGIE Brasil Energia é de longa data

A relação entre as empresas ultrapassa a associação para o desenvolvimento do setor elétrico, as empresas são parcerias em outras iniciativas. A WEG é cliente da ENGIE Brasil Energia em contratos para fornecimento de energia desde 2004, sendo que o atual acordo entre as empresas é válido por 5 anos. São 14 MWm destinados a alimentar as operações da WEG na sua matriz, em Jaraguá do Sul (SC).

A ENGIE Brasil Energia também é cliente da WEG, que frequentemente fornece uma série de equipamentos e serviços para operação e manutenção de seus ativos de geração e transmissão.

_________________________________

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui